Campo Mourão

Mulheres desenvolvem projeto contra a dengue

Da Assessoria

23/03/2013 às 13:36 - Atualizado em 23/03/2013 às 13:37

Desenvolvendo práticas contra a dengue envolvendo a comunidade, mulheres que frequentam atividades dos Clubes de Mães, mantidos pelo município estão aprendendo a fazer armadilhas contra o mosquito transmissor da dengue, através da utilização da materiais recicláveis (garrafas pets) e repelente caseiro, conhecido como “repelente dos pescadores”, com produtos caseiros. As ações são resultados do Projeto “Todos Contra a Dengue”, desenvolvido pelo Provopar local em parceria com o Município de Campo Mourão, através da Secretaria da Mulher, que mantém 31 Clubes de Mães em atividades na cidade e na zona rural.

De acordo com a presidente do Provopar e secretária da Mulher, Anelise Dubay, a meta é envolver grupos de mulheres de todas as regiões de bairros para que elas ensinem outras donas de casa a preparar a armadilha e o repelente. “É uma forma simples de enfrentarmos o mosquito transmissor da dengue, garantindo a saúde e a própria vida”, argumenta Anelise, lembrando que a conscientização para a limpeza dos quintais também vem sendo reforçada com orientações as mulheres. Ela lembra que a armadilha contra o mosquito é resultado de um projeto da Universidade Federal do Rio de Janeiro.

Para a prefeita Regina Dubay, que participou dos trabalhos nos Clubes de Mães nesta semana, o projeto contribui com as ações contra a dengue que estão sendo desenvolvidas no município. Ela relaciona que além de uma rigorosa fiscalização em terrenos, realização de uma força tarefa, aplicação de fumacê e atendimentos especiais na área de saúde e decreto de Situação de Emergência, a secretaria municipal de Saúde, através do Departamento de Vigilância em Saúde, contratou uma nova equipe que está em treinamento e começará a atuar na próxima semana. “São muitas ações e esse projeto envolvendo mulheres das comunidades reforça a tão importante conscientização, pois todos devem fazer a sua parte”, disse a prefeita Regina.

O diretor da Secretaria de Agricultura e Meio Ambiente, Adriano Camargo e a diretora do Provopar, Maria Elisa Iba, também participaram das atividades. 

Apoio

 O Projeto do Provopar com apoio da Secretaria da Mulher conta com apoio das empresas Supermercados Paraná, Eletroluz e Tintas Brasil

Publicidade
Publicidade
Imagem do Dia

Mini Museu João Pedro Senger, no distrito de Sertãozinho

Publicidade